sábado, 10 de setembro de 2011

Lista de Desejos

        Ainda não imaginamos coisas nas nuvens enquanto estamos deitados na grama esperando o tempo passar. Ainda não corremos de bicicleta juntos, nem tomamos banho de chuva e arrancamos nossas roupas ensopadas, e com cabelo molhado fazemos sexo selvagem com se o mundo fosse acabar. Ainda não assistimos o por do sol abraçados, não fizemos promessas ao vento, promessas de longo prazo, sem data para terminar. Será que é por que moro longe? -Eu só queria te fazer feliz com a minha presença, sem artifícios de bebedeira ou de amigos para te alegrar. Sem ter que dividir as minhas poucas duas horas semanais de carinho (porque eu moro longe), disputando seu corpo com outras almas, e mais um ou dois copos para brindar; Eu não queria ficar acordado até às quatro da manhã, enquanto você dorme tranquilo demais para me atender se eu pensar em ligar. Acho que é isso que chamam de amor: Chorar em silêncio. Abafar a dor com o travesseiro e rezar para seu pai não escutar, testemunhar de sua desgraça, doente de amor. Seja homem! imagino que é o que ele ia pensar. Morando longe, eu escrevi minha lista de desejos, e só você que me maltrata gentilmente, é capaz de realizar.

3 tocou(ram) no assunto;:

Miri Fernandes disse...

Nossa. Quanto amor e quantos desejos!

Beijo.

Luna Sanchez disse...

Poxa, é tão bucólico morar longe, o amor deveria ter braços elásticos e consegur acarinhar mesmo assim, ao longe, sem choro, sem dor.

Que texto bonito!

Az.) disse...

sad but true. ;*

Postar um comentário